Chame o CRO em Cáceres reúne mais de 150 participantes

Chame o CRO em Cáceres reúne mais de 150 participantes
04 de novembro de 2021

Chame o CRO em Cáceres reúne mais de 150 participantes

Com o tema “Por que e como reabilitar uma boca?”, o Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT) reuniu 156 participantes na palestra do Chame o CRO, no dia 28 de outubro, no município de Cáceres. O evento teve como palestrante o professor e mestre Eduardo Eugênio Santos Almeida. 

 

De acordo com o profissional, o evento foi uma excelente oportunidade para reunir a população odontológica do município, formada tanto por aqueles que já atuam na área como por alunos. 

 

“Foi uma ótima troca de experiências, já que conversamos sobre a reabilitação de pacientes que perderam a estrutura dentária ou elementos dentários. Abordamos as possibilidades da reposição destes dentes e também os mecanismos oclusais de reconstrução dos dentes destruídos, sejam eles por desgastes sejam eles por qualquer outra lesão cariosa ou não cariosa, que levaram ao comprometimento das demais estruturas do sistema estomatognático”, explicou Almeida. 

 

PANDEMIA – Além da palestra do Chame o CRO, o evento em Cáceres arrecadou 162 kg de alimentos para doação às famílias atingidas pela pandemia. Os alimentos foram a entrada do evento. 

 

CHAME O CRO - O projeto ‘Chame o CRO’ tem como objetivo promover a interiorização do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso, reunindo profissionais e estudantes de todas as regiões do Estado, com foco sempre na melhoria da relação institucional e, claro, da carreira de todos os profissionais da área, o que reflete em melhoras para a comunidade.

 

“Uma das nossas metas sempre foi a aproximação cada vez maior com nossos colegas no interior e da população de forma geral. Sabemos que nem todos podem vir cotidianamente para a Capital e saberem das demandas e do que temos feito. Nosso papel enquanto gestores é que possamos ir até eles para informá-los e capacitá-los, levando temas relevantes e respondendo possíveis dúvidas, técnicas ou não. Os encontros também são momentos importantes para que reflitam em outras ações, inclusive fiscalizações, e contato com outros gestores”, afirma o presidente do CRO-MT, Sandro Stefanini.

Cadastre e receba nossa
Newsletter