NOTÍCIAS

PRÊMIO CFO

Quatro cidades de MT são contempladas em Prêmio Nacional do CFO de Saúde Bucal

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) divulgou nesta segunda-feira (14) o resultado final do Prêmio Nacional CFO de Saúde Bucal, exercício de 2018. No total, foram nove categorias e, destas, quatro cidades de Mato Grosso tiveram destaques. Foram elas: Juscimeira, Alta Floresta, Sorriso e Sinop.

Pela primeira vez com a categoria macrorregiões, Mato Grosso alcançou o primeiro lugar da Região Centro-Oeste de cidades de até 20 mil habitantes, com Juscimeira. Em seguida estão Angélica (MS) e Aragoiânia (GO). O CFO informou que a ausência de municípios até a quinta colocação corresponde a não classificação na etapa estadual à etapa nacional, de acordo critérios previstos na Resolução CFO 205/2019, conforme algumas macrorregiões na categoria até 20 mil habitantes.

Concorrendo com todos as outras Unidades da Federação (UF), o município de Alta Floresta ficou em quarto lugar, na categoria de cidades entre 20.001 e 50.000 habitantes. Já Sorriso ficou em segundo lugar, dentre as cidades de 50.001 a 100.000 habitantes. A cidade de Sinop, por sua vez, ficou em terceiro lugar, na categoria de municípios entre 100.001 e 500.000 habitantes.

Os critérios para a avaliação do CFO foram: financiamento em saúde, controle social, política municipal de saúde bucal, assistência odontológica básica, assistência odontológica especializada, promoção de saúde bucal, vigilância em saúde bucal, quadro de pessoal odontológico, remuneração na atenção básica e educação permanente.

Os municípios vencedores na primeira colocação de cada categoria receberão uma cadeira odontológica, com mochos e equipo para acionamento e controle de seringas tríplice, micromotores e turbinas; suctor para coleta de dejetos através de cuspideira/sugadores e refletor odontológico. A cerimônia de premiação ocorree no dia 27 de novembro, em Brasília/DF.

Da Comissão julgadora do prêmio e secretário geral do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), José Figueiredo afirma que ações como esta são fundamentais para os municípios apostarem cada vez mais em saúde bucal. “Vimos uma participação grande de todos os estados brasileiros e, claro, isso reflete em todos os profissionais da área, bem como da população. Estamos felizes com o resultado e esperamos que a cada ano a participação cresça”, diz.

Confira o resultado final do Prêmio Nacional do CFO de Saúde Bucal, o qual foi instituído pela Resolução CFO-205/2019, publicada no Diário Oficial da União, na seção 1, do dia 31/05/2019, página 122:

Até 20.000 habitantes, localizados nas macrorregiões

Centro-Oeste:

1º lugar - Juscimeira (MT)

2º lugar - Angélica (MS)

3º lugar - Aragoiânia (GO)

Nordeste:

1º lugar - Dom Basílio (BA)

2º lugar - Siriri (SE)

3º lugar - Lucrécia (RN)

4º lugar - Jequiá da Praia (AL)

5º lugar - Santa Luzia (PB)

Norte:

1º lugar - Vitória do Jari (AP)

2º lugar - Pacaraima (RR)

Sudeste:

1º lugar - Porto Real (RJ)

2º lugar - Alfredo Chaves (ES)

3º lugar - Catas Altas (MG)

4º lugar - Mombuca (SP)

Sul:

1º lugar - Figueira (PR)

2º lugar - Caiçara (RS)

3º lugar - Cocal do Sul (SC)

Entre 20.001 e 50.000 habitantes

1º lugar - Ibiporã (PR)

2º lugar - Anchieta (ES)

3º lugar - Três Passos (RS)

4º lugar - Alta Floresta (MT)

5º lugar - Naviraí (MS)

Entre 50.001 e 100.000 habitantes

1º lugar - São Sebastião (SP)

2º lugar - Sorriso (MT)

3º lugar - Congonhas (MG)

4º lugar - Cambé (PR)

5º lugar - Porto Seguro (BA)

Entre 100.001 e 500.000 habitantes

1º lugar - Nossa Senhora do Socorro (SE)

2º lugar - Uberaba (MG)

3º lugar - Sinop (MT)

4º lugar - Suzano (SP)

5º lugar - Caucaia (CE)

Acima de 500.000 habitantes

1º lugar - Curitiba (PR)

2º lugar - Caxias do Sul (RS)

3º lugar - Manaus (AM)

4º lugar - Campo Grande (MS)

5º lugar - São Bernardo do Campo (SP)

COMENTÁRIOS