NOTÍCIAS

ÉTICA

Dia do Dentista e Jubileu do CRO-MT serão celebrados com palestra da juíza Selma Arruda

 

O Brasil vive hoje um momento de grande comoção e de muitos questionamentos a respeito da ética – tanto na política quanto no trabalho e na vida em geral. Neste viés, o Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT) tem como uma de suas missões supervisionar o exercício da Odontologia com o intuito de zelar pelo bom desempenho ético da profissão.

Tanto que, no ano em que está celebrando seu Jubileu de Ouro, a autarquia irá comemorar o Dia do Dentista (25 de outubro) com uma palestra da juíza Selma Arruda, conhecida no Estado pelas decisões judiciais que resultaram na prisão de grandes políticos e empresários de Mato Grosso. A palestra, que terá como tema “Ética e Corrupção”, será realizada na próxima terça-feira (24.10), às 20h, no auditório da sede do Conselho.

De acordo com o presidente do CRO-MT, o cirurgião-dentista Luiz Evaristo Ricci Volpato, a escolha da juíza para palestrar em um dos eventos mais importantes do ano para o segmento da Odontologia se deu pelo fato da necessidade de resgatar valores que foram se deteriorando com o tempo terça-feira (24.10), às 20h, no auditório da sede do Conselho..

“Atualmente, a pessoa que está no centro das situações envolvendo a ética no Estado é a juíza Selma Arruda. Ela está acolhendo as denúncias e julgando esses políticos que foram envolvidos em deslizes. Ninguém melhor do que a juíza para participar dessa discussão a respeito de ética na política, nas relações sociais, no exercício profissional durante o evento do Dia do Dentista e comemoração dos 50 anos do CRO-MT”, explica.

Inclusive, Volpato complementa que é necessário refletirmos sobre o atual cenário mato-grossense e promovermos a reflexão sobre o futuro. “Em Mato Grosso temos visto grandes políticos, executivos, pessoas do Legislativo, Executivo, Judiciário e dos Tribunais de Contas envolvidos em situações de desvios éticos. Isso nos leva a fazer questionamentos sobre o porquê de isso ocorrer com essa frequência tão grande”, pondera.

SELMA ARRUDA – Selma Arruda é natural de Canoas (RS) e está em Mato Grosso há 31 anos. Atua nos processos da Vara de Combate ao Crime Organizado em Cuiabá. Conhecida como “Moro de MT”, em alusão ao juiz que conduz a Operação Lava Jato, é responsável por ações de destaque no país, como as que levaram o ex-governador Silval Barbosa para a prisão e as ações contra o ex-deputado estadual José Riva, que responde a mais de 100 processos na justiça.

 

ZF PRESS - Assessoria de Imprensa CRO-MT

COMENTÁRIOS