NOTÍCIAS

EDUCAÇÃO PERMANENTE

Especialista em Odontologia Hospitalar realiza palestra no CRO-MT

“Implantes em Indivíduos Sistemicamente Comprometidos” foi o tema da palestra ministrada pelo doutor Paulo Sérgio da Silva Santos – que é professor associado do Departamento de Cirurgia, Estomatologia, Patologia e Radiologia da Universidade de São Paulo (USP). O evento, realizado no dia 27 de julho, no auditório do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), faz parte do quarto módulo do Programa de Educação Permanente do CRO-MT.  

Em sua palestra, Paulo destacou que a colocação de implantes dentários em pacientes que têm comprometimento sistêmico – como, por exemplo, doenças como diabetes, osteoporose, pessoas que tenham feito radioterapia em cabeça ou pescoço, pacientes HIV positivo, pessoas que fizeram transplante de órgão ou que passaram por quimioterapia – requer abordagens especiais e uma reabilitação com cuidados.

“É preciso saber o que é possível fazer, o que não é e quais são as chances de sucesso, bem como quais são os cuidados que o cirurgião-dentista tem que ter para devolver a qualidade de vida desse paciente em função de mastigação e estética. Muitas vezes, eles ficam renegados, sem tratamento, porque o dentista acha que não dá pra fazer por conta de alguma complicação ou por causa do médico achar que não pode tratar por conta dos riscos de ocorrerem outros problemas”, explica.

Paulo conta que eventos como este também visam desmistificar os conceitos equivocados, ver quais são as limitações e trazer informações técnicas e atuais da literatura sobre como abordar e ajudar na recuperação e reabilitação desses pacientes. Isto, com uma tecnologia bastante utilizada hoje no Brasil que são os implantes dentários, mas que voltados para pessoas com comprometimentos sistêmicos ainda é um procedimento tabu para o cirurgião-dentista.

“Os critérios para os cuidados com eles são muito diferentes, porque o risco de falha de um parafuso de implante em um paciente que tem um comprometimento sistêmico é muito maior. Se o cirurgião-dentista não tomar os cuidados necessários, as chances de complicações são muito grandes, pois pode comprometer a vida do paciente. Por isso, a abordagem é bastante diferenciada”, revela.

AGRADECIMENTO – Para o presidente do Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), Luiz Evaristo Ricci Volpato, receber um profissional do gabarito de Paulo Sérgio para o módulo de Educação Permanente, com transmissão online para todo o país, é uma grande honra. 

“Professor Paulo é uma referencia na Odontologia Hospitalar no Brasil. Ele é realmente um profissional diferenciado e que enxerga o paciente como um todo. Não apenas o dente e a boca”, comenta.

Volpato complementa que o evento também contou com o apoio do Hospital Geral Universitário (HGU). “A instituição trouxe o doutor Paulo para ministrar um curso de capacitação de em Odontologia Hospitalar e nos avisou para que pudéssemos aproveitar a chance de trazê-lo também para o CRO”, agradece. 

ZF PRESS - Assessoria de Imprensa CRO-MT

COMENTÁRIOS